5 Motivos Para Assistir Please Like Me

By 09:00:00


Você já conhece Please Like Me? Please Like Me conta a história de Josh, um jovem adulto que se descobre gay e a partir disto acaba vivendo diversas outras descobertas. A série é inspirada pela vida do próprio roteirista e ator protagonista, que dá nome ao personagem principal, e trata a homossexualidade e as relações gays de forma leve e ao mesmo tempo real. Ao lado dos amigos Tom, com quem divide casa, e Claire, sua ex-namorada, Josh - e o público - são levados à uma série de situações que vêm a partir desta nova descoberta que o faz conhecer mais sobre a vida e sobre ele mesmo.

Ficou curioso? O blog listou 5 motivos para você assistir a série!

Família sem romantização


As relações familiares são mostradas de forma bastante real. Com pais separados e uma irmã recém nascida, Josh tenta conciliar as diversas famílias a qual pertence. As relações são mostradas de forma crua e não são romantizadas. A dramédia aborda inclusive como Josh lida com os problemas de suicídio e depressão da mãe.

Além disso, a relação de Josh com a irmã bebê é explorada e é engraçado ver como ele lida com esse novo ser humano em sua vida. Enquanto lida com a quase morta da mãe, ele lida também com o nascimento desse novo membro. Vivendo a vida inteira como filho único e sendo um egoísta nato, lidar com uma criança pode ser uma experiência bastante... diferente para ele.

Amigos: a terceira família de Josh


A vida fica mais fácil com amigos pra atravessar a jornada. É o que a série mostra quando nos apresenta à Tom e Claire, melhores amigos de Tom. São como se fosse a sua terceira família.

O laço familiar se torna inda mais intenso por Tom morar com Josh, e Claire por toda a bagagem que carrega pelo relacionamento que tiveram. De namorada ela passa à sua melhor amiga. Por mais que suma, e volte, e suma de novo, e volta outra vez, a amizade continua a mesma, assim como na vida real. Amigos de verdade podem passar o tempo longe que for, mas sempre serão nossos amigos.

Depressão e como lidar com ela


A mãe de Josh lida com a depressão e por vezes a doença é abordada nos episódios. Ao ser deixada pelo marido por uma mulher mais nova, isso acaba afetando ela de forma drástica. Rose tenta suicídio e chega a ser internada em uma clínica de reabilitação pelo filho.

Não só Rose, mas como Josh e as pessoas ao redor lidam com a doença é mostrada com bastante delicadeza e o espectador fica exposto ao fato de que a depressão não afeta apenas quem tem, mas as pessoas ao seu redor também.

Decobertas e primeiras vezes



Ao se descobrir gay Josh acaba fazendo milhares de de outras pequenas e grandes descobertas. E vivendo novas primeiras vezes também. A cada novo relacionamento Josh se descobre e se redescobre também.

Entre tantas experiências, Josh dá uma festa, vai a um acampamento e no meio disso tudo tem que aprender a lidar com a doença da mãe e com os próprios sentimentos. O público se descobre junto com Josh e sente, com ele, o gosto das suas primeiras vezes.

Relacionamentos líquidos



Os relacionamentos efêmeros são apresentados e é quase um tapa na cara da própria hipocrisia do meio LGBT. Os complicados relacionamentos homossexuais são apresentados com bastante verdade e abordam assuntos como traição, os riscos de DST's e os padrões impostos pelo meio.

Estamos suscetíveis a acabar um relacionamento a qualquer momento. Isso fica claro pelos diversos relacionamentos que Josh tem durante a série, como Geoffrey, Patrick, Arnold. Please Like Me é uma crônica sobre a vida, morte e os relacionamentos modernos. A série mostra quão frágil todos são e como estão propensos ao fim. Ao fim da vida, de um relacionamento ou de uma amizade.

0 comentários